Segunda-feira, 25 de Junho de 2007
Sinto-me 1 Fantasma
Com uma crescente frequência, dou por mim prostrado numa introspecção leviana. Surge a qualquer hora do dia - e da noite -, quando menos a espero. São indagações profundas e, no entanto, quase sempre fúteis. Nada têm de profícuo. Aparecem, sob a forma de passeios, em passos demorados, pelos labirintos do limbo enevoado que separa o real e a quimera. Percorro-me até às entranhas, numa tentativa vã de responder a questões que me devoram como piranhas. Esta introspecção, que corrompe a pureza do pensamento e provoca a flacidez dos músculos, deixa o corpo e a mente num estado letárgico, quase catatónico. Liberta lágrimas mudas - saídas sabe-se lá de onde - que caem frias, pesadas e barulhentas, como correntes de um estranho cativeiro de solidão perene. É um estado de sítio: em que os pensamentos e os sentimentos se rebelam contra o seu criador. Nesse instante sinto-me, tão-só, um estrangeiro para com os átomos que me compõem: um pária.
(imagem retirada da internet)
Às vezes recebo uns emails que falam de amizade e de amor. São, por norma, escritos com muito sentimento e, nalguns casos, com elegância. No fim, porém, trazem uma espécie de feitiço: se, após o ler, eu não o reenviar a um determinado número de pessoas, vou ser infeliz durante um outro determinado número de anos. Eu já recebi muitos emails desses e, às vezes, leio-os. Mas nunca os reenvio…
 
Quando me sinto magoado, fecho-me. Fecho-me muito. Mas, hoje, apenas hoje, abro uma pequena fresta para poder passar uma só pergunta: quem me leva os meus fantasmas?
 
Atentamente,
José.

sinto-me: Fechado e Muito Deprimido

publicado por ejail às 16:54
link do post | comentar | favorito
|

13 comentários:
De Infiel a 26 de Junho de 2007 às 05:03
"Não acredito em bruxas mas... que as há... ha!"
Meu querido, tu mais que ninguem sabes que os fantasmas não existem o que existe, dentro de ti mesmo, é a vontade escondida.
Um abraço, como tu já me deste
Tem uma optima semana


De ejail a 26 de Junho de 2007 às 10:53
Olá Infiel.

Antes de mais, permite-me que agradeça a tua presença que tanto enriquece o meu pobre blog. É sempre bom receber feedback de alguém que traz consigo palavras sábias.

É claro que aqui, neste post, a forma como me refiro aos fantasmas é num estilo jocoso. Não creio, como é óbvio, que sejam os emails, que não reencaminho, a raiz de todos os meus males. A questão é que seria muito mais fácil, para mim, acreditar que não consigo ser feliz por causa de um feitiço, ao invés de acreditar que não consigo ser feliz por incompetência. Seria mais fácil acreditar que não consigo ser feliz por ser um fantasma, do que acreditar que não consigo ser feliz por ser um pária.

Nem os homens, nem os fantasmas, são todos iguais. Não se trata, no meu caso, de falta de amigos. Não tenho muitos, é certo, mas não é isso que está em questão. Não se trata de falta de sexo. É verdade que não faço tanto sexo como a maaf tem feito ultimamente, mas quem faz? Eu sinto muito, isso sim, a falta de uma amiga que me compreenda… e que deixe que eu a compreenda. De uma amiga que me abrace nos bons e nos maus momentos… e que deixe que eu a abrace nos bons e nos maus momentos. Preciso de alguém de quem eu goste de uma forma absoluta e não relativa… e que, esse alguém, goste de mim de uma forma absoluta e não relativa. Acho que, neste momento, preciso de amar alguém que me ame. Mas, acima de tudo, porque estou muito magoado, preciso de alguém que não me magoe mais…

Às vezes as coisas até parecem estar a correr bem, mas acaba sempre por surgir alguma coisa. E, depois, por causa de alguns traumas passados, eu também não costumo lidar muito bem com essas situações. Acabo sempre por me fechar e afastar. E dói muito, esse afastamento… dói muito! Enfim… talvez estejas a pensar que sou muito básico… não sei… talvez tenhas razão. Talvez eu seja mesmo uma pessoa básica e pobre de espírito. Eu não sei, neste momento, o que sou…

Obrigado, Infiel, pelo abraço… foi muito bem-vindo.


De Infiel a 26 de Junho de 2007 às 15:41
Jamais te considerei uma pessoa basica!!!
O que me desperta a atençao nos teus posts é a delicadeza de sentimentos, a dor, o pessimismo, o recusar em avançar e perdoa-me se estou errada, Talvez não tenha dado a atençao devida mas essa é a imagem com que fico da pessoa que aqui escreve, como te disse num outro comentario, vejo-te de negro tentando tapar a luz que tens dentro de ti.
Eu acredito na evolução dos seres, que o Divino existe dentro de nós e que o podemos utilizar para nos sentirmos tão bem conosco que o negro da escuridão desaparece, Talvez ainda não te tenha lido nas entrelinhas, perdoa, mas vejo uma mão fora do oceano, com medo de agarrar a tabua e com medo de se deixar ir.sem querer saber que os pés tocam na areia


De ejail a 26 de Junho de 2007 às 23:41
De facto, ando de negro. Mas não sei se estou a tentar tapar a luz. Talvez eu não tenha luz própria, talvez seja um pouco como a Lua... eu não sei. Mas sinto, é um facto, que me estou a afogar...

Obrigado, Infiel, por, mais uma vez, me confortares com as tuas sábias e simpáticas palavras.


De Infiel a 26 de Junho de 2007 às 17:29
Vou te pôr á prova Aceitas?
Tenho uma missão par ti no meu blog


De ejail a 26 de Junho de 2007 às 23:29
Já me inteirei do desafio e devo dizer que é com todo o prazer que o aceitei. Obrigado pelo convite!


De rita a 26 de Junho de 2007 às 22:56
Posso dizer que eu neste momento da minha vida, possivelmente estaria, deprimida , fechada e triste como tú estás neste momento...Felizmente eu tenho duas bençãos dos céus que me fazem levar a cada tombo e que me fazem seguir em frente, por eles e por mim...Mas a solidão tambem me invade especialmente á noite, quando os meus tesouros adormecem.E ai eu choro, eu grito e sofro acredita sofro muito...Mas logo pela manhã renasci, pois eu tenho esse direito e afinal eu Adoro viver!
Mais coragem e muita força.
Conta comigo
Um beijinho muito grande


De ejail a 26 de Junho de 2007 às 23:59
Obrigado! Porque, no seio do teu desespero, encontras tempo para me falar de esperança. Porque, no seio do teu medo, encontras tempo para me falar de coragem. Isso é de alguém que tem coração de guerreiro! Obrigado.

Desejo-te uma boa noite... que, esta noite, a almofada te segrede bons sonhos...


De rita a 27 de Junho de 2007 às 00:40
obrigado!Mas o meu coração ñ está assim tão forte ñ...
Mas
Agora estou incumbida de uma missão que um amigo me pediu e que ainda tenho que ir fazer antes de ir sonhar, por isso BOA NOITE e Sonha com um lugar cheio de paz e tranquilidade aonde só existem coisas boas (: Um beijinho e dorme bem


De ejail a 27 de Junho de 2007 às 05:59
muito obrigado... deixas-me sem palavras...


De Maaf a 27 de Junho de 2007 às 09:39
"Sempre que estiveres triste, sorri, pois há sempre alguem a pensar em ti." Beijos


De ejail a 27 de Junho de 2007 às 10:53
maaf...

Obrigado pelas tuas palavras. Eu costumo acompanhar com regularidade o teu blog, porque tu és uma pessoa cheia de energia positiva. Há, incusive, posts que levam a imaginação a divagar para áreas do conhecimento sensorial que eu desconhecia... e o melhor é eu não continuar... ;-)
A poesia que escreveste está, também, muito boa. Do mais alto quilate!

É bom receber este apoio e este carinho. Obrigado!


De Maaf a 27 de Junho de 2007 às 11:28
Melhor ainda é receber um comentário destes... Obrigado.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30


posts recentes

democrAZIA

Cocó

Falta ( não é futebol ).

Poema Invisível

Sombra Lunar

A Procura de Um Sentido

Bom Ano!

O Martemático

divãgações cronodesmedida...

Escutas

arquivos

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Maio 2011

Janeiro 2011

Agosto 2010

Novembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Outubro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

tags

reflexão(36)

desabafo(21)

humor(19)

poesia(18)

nostalgia(11)

pessoas(10)

contos(3)

excertos(3)

gastronomia(2)

solidariedade(1)

todas as tags

Fazer olhinhos
Raríssimas

Este blog apoia a
Associação Nacional das
Deficiências Mentais e Raras
subscrever feeds